Juiz Federal da 3a Turma Recursal do Paraná. Doutor em Direito da Seguridade Social (USP). Coordenador da Pós-Graduação em Direito Previdenciário e Processual Previdenciário da ESMAFE-PR. Presidente de Honra do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário - IBDP. Professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica da UNIVALI.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Celeridade -

"Uma coisa é imprimir celeridade ao feito, outra é julgá-lo com pressa"

4 comentários:

  1. Os procedimentos deverão ser ágeis, porém a sentença haverá de ser digna de uma reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procedimentos ágeis sem supressão de garantias constitucionais processuais. E sentença com tempo para reflexão, sim. Muito grato, caro Dr. Paulo Eduardo. Abraço, Savaris.

      Excluir
  2. Dr. Savaris, gostaria de saber a autoria deste, pode-se dizer, pensamento?? Muito aplicável hoje em dia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Cleiton, é apenas um meu pensamento ligeiro que resolvi registrar. Grande abraço, Savaris.

      Excluir